50 Tons de Sacanagem

Vou dar meu veredito final. Fechar um ciclo. Dar um tchau na história. Fechar a gaveta e dizer um au revoir, mon amour para a Saga Grey. E quando digo isso, estou falando no sentido da febre virulenta da espera épica e quase doentia ao longo desses anos. Já pararam pra pensar em como somos guerreiras e pacientes? Mais guerreira ainda é a esposa do Jamie Dornan... tenho que tirar o chapéu e a roupa ( no bom sentido) para essa moça... Eu não poderia estar no lugar dela. Mesmo que muitas de nós desejasse isso, duvido e aposto 20 dólares como a maioria daqui sairia correndo para o consultório do terapeuta no momento em que visse seu marido gostosão dando um pega "técnico" na Dakota "sem-sal" Johnson. Desculpa aí... mas ela pra mim, precisa de uma pitada de Sal do Himalaya e algumas gotas de tempero extra-forte, ginseng, raiz braba, pimenta do reino, vermelha, cascuda, whateeeeever... pra dar gosto. 

Okay... lá fui eu. Alone. Sozinha. Sem o balde de pipocas. Enquanto eu aguardava um resultado de exame, fui para o shopping, como quem não quer nada... passei na frente da sessão do cinema.... também como quem não quer nada... e lalalallala... olhei a sessão... Dava tempo. Comprei. Olhando por cima do ombro. A moça do lado estava comprando também. Sorrimos delicadamente uma pra outra, quase fizemos um High Five, tipo: "Grey, né?" Hahahahh... Foi difícil escolher o assento, não porque estava cheio, e sim porque todas tiveram a mesma ideia que eu: pegaram a parte de trás, e as pontas. Merda. Enfim... segui meu rumo e e fui para  meu lugarzinho. Desliguei o celulóide... taquei meus óculos na cara, me perguntei "por que sapoha não foi 3D?" Hahahha... seria engraçado... pensa... o chicote do Grey vindo na sua direção e vc dando um salto olímpico na cadeira, pensando que era contigo... Uuuuuiiiiii...

Começou. Agoooora começa, realmente, o meu momento divagante. E por favor, não levem para o lado pessoal. Quando eu divago, eu observo elementos que me chamam a atenção e ficam registrados no meu cérebro hiperativo, logo, viram motivo de risadas entre meu grupo de neurônios loucos. Daí eles confabulam e só sai zoeira. Então, gente... não é que eu vá falar mal... eu apenas vou... hum..hum... zoar.

Já começo como Dilma, a ex-presidenta do país e suas frases óbvias: "Vamos começar do começo, porque é começando que a gente começa."
O filme já parte do casamento. Nota dez para a estilista porque ficou um garbo sensacional. Senti uma inveja fresca e sutil do modelito, pensei: Pooooxa... bem que o meu podia ter ficado moldado assim...
Eu tive que dar uma risada porque os peitos da Dakota são caídos... desculpa, gente. Mas são. Nada contra os peitos pequenos, poxa... os meus são. Inclusive, minha heroína de romance favorita de todos os tempos se chama Eve Dallas e o mais legal nela é sua descrição física e o fato de ter pouco peito e mesmo assim ter faturado o gostosão do Roarke. Então... peitões não garantem, necessariamente, os ricaços literários. Anotem isso, por favor. 
Okay...

Daí vamos à cerimônia... e mano. O que era aquilo? Por que raios Anachata estava envolta em uma tela-mosquiteiro? Tá, eu sei. Era o véu. Mas, honestamente, pra mim parecia mais um mosquiteiro desses que a gente usa quando está no Nordeste e as muriçocas avançam loucamente, daí a gente tem que dormir quase como uma rainha, ou quase como um bebê... protegido do ataque mortal dos pernilongos famintos. O único que pensei foi que Anastácia estava protegida por um mosquiteiro contra o "pênislongo" mais temível de todos: Christian Grey. Hahahahahhaha... caracas... eu ri sozinha do meu pensamento louco no cinema. Daí guardei pra compartilhar com vocês, porque compartilhar é preciso. Anote: Divagar é preciso.




Okay. Casaram. Foi aquele mimo. Sorriso daqui, pá de lá. Ana deu aquele sorriso tosco diante do luxo do avião de Christian... praticamente vi os cifrões espocando ali. Daí foram para a França. Fizeram passeios turísticos. Foi fofo. Nice. E tô falando o nome da cidade, não a palavra em inglês nice, que se lê "naice"... 
Se teve uma coisa que me irritou magistralmente no terceiro livro Cinza foi esse período encubado da lua de mel. Porque uma cena em específico nunca me saiu da cabeça. O momento em que Christian dá uma pulseira ( acho) caríiiiiiissima pra Ana e ela meio que surta, porque é muito cara e tchururu. Aí a viadinha vai numa viela e compra a poha de uma tornozeleira fubanga, pra garantir as origens humildes e tals. Wadarréu??? Mano, não quer H. Stern, Vivara e nem Pandora, vai na Morana mesmo então. Oxi. Ou na Feira da Torre aqui de Brasília. Pede pro Grey te dar algo da banquinha que fica de frente a uma que vende rede. É preço baixo garantido.

Enfim. Ana faz a cena topless. Tosco. Christian dá o troco. Nada de chupões. No livro tem. Hahahahah... Dakota tava realmente à vontade mostrando os boobs pra todo mundo, né? Valei-me. Eu estava muito grata que fui sozinha e sem meu marido. Credo. Ia fazer o mano comprar pipoca quase que o filme todo pra tirá-lo da sala. Ou refrigerante. Balinha. Até dar a ideia pra ele ir fazer xixi, eu ia. Enfim...

Voltam a Seattle. Tudo começa. Chatice da viadinha de manter o nome de solteira, ao invés de Grey. What a fuck? Casou, vai com tudo, fia. Não tem essa de "quero manter minha individualidade"... Repararam que o autor que ela ia lançar é o lobinho do Teen Wolf? Eu reparei... hihihih...

Todo mundo de olho no guarda-costas da mina. Sexy. Algumas cenas tórridas daqui. Outras dacolá. 
Lembram que falei da irritação que tive com a cena da pulseira no livro? Porque no livro ela nunca foi compatível com a cena do carro, o R8, o mesmo carro que ela pede pra dirigir. Anachata se irrita porque ganhou uma pulseirinha de nada, mas "pede" um carro pro Grey ( no livro tem). E ele dá! Ueeeeeun... E ela reclama do preço? hein? hein? hein? Nope, ladies and gentlemen. Ela não reclama. Ela fica exultante. 

Enfim... cena da perseguição. A mina devia ter recebido umas 390 multas ali, por direção perigosa. Dirigia um carrinho tosco o livro 1 inteiro, mas daí entra num carrão e pá. Já pisa o pé. Tá bom, Cláudia. Sentá lá...
Cena do sbrubles dentro do carro apertado. Maaaano... cês repararam como o carro é rebaixado e compacto? Como esses dois conseguiram fazer aquilo? Eu tive câimbra só em imaginar a cena. Digo, tentar ME imaginar na cena. Sério. Gemeção daqui, dacolá. Pá.

Vamos lá... momento onde quero dar um consolo pra esposa do Jamie. NÃO EXISTE SAPOHA DE BEIJO E PEGADA TÉCNICA CARALHO NENHUM!!!!  Pronto. Desabafei. Maaaaano... o Jamie, digo, Grey. digo, Jamie, deu uma mordida nos mamilos enrugados da Dakota, digo, Anastácia, digo, Dakota. Fuuuuuck! Literalmente, quase. O quê? Sério. Só com doses de tequila, vodca, caipirinha e Valium misturado com Dormonid pra poder esquecer da mente a imagem do MEU marido carcando os boobs de outra indivídua. 
Ainda bem que não sou casada com um ator de cinema, requisitado, venerado, desejado, cobiçado... whatever... por quase meio milhão de mulheres. É muito tenso isso, minha gente. Sério.

Daí temos a cena onde Anachata dá uma pirraçada épica e vai pro boteco, mesmo o marido pedindo pra não ir. Faltou um diálogo intenso ali. Jack filho da puta está na espreita, achei a cena corridaça, Grey chega puto e Anachata acorda no dia seguinte com um pijama que mais se parece com a roupa de uma arrumadeira de hotel. Juro. Cês repararam? Nada de camisola sexy, babydoll estiloso. Não. Era um pijama azul escuro com lapela que juro pra ti... parecia uniforme de algum serviçal. Meus neurônios começaram a rir e um falou pro outro: "Ué, a arrumadeira estava arrumando o quarto e resolveu tirar um cochilinho rápido na cama do patrão?" Rolou uma gaitada épica no meu cérebro povoado e eu anotei isso, mentalmente, pra divagar pra vocês. Aposto que ninguém reparou. Tentei caçar uma foto na internet, mas não achei.

Daí, Grey fica putinho e rejeita a mocreia no chuveiro. Esse foi o momento em que todas as safadas do mundo esperavam que a câmera baixasse um pouco mais, para que desse um zoom abaixo do V do rapaz, mas... heheheh... só bunda, pessoas. Jamie estava bem comedido. Hahahah... Nada de arbusto épico dessa vez. 

Cena de Aspen. Momento do sorvete. Minha nossa senhora das calcinhas fervidas em ácido. O que foi aquilo? E não... não tô falando que foi sexy. Meu lado divagante ficou rindo porque fiquei pensando no sabor do sorvete... com pelos pubianos. Vamos lá. Passar sorvete no tórax do boy magya tem que funcionar somente quando o cara tem mania de depilar tudo. Senão, você leva pra dentro da goela uma parcela irrisória de pelos, né não? A mina passou no mamilos do Grey e nhac... tinha pelo ali, que eu vi. Daí foi descendo. E UOU... tinha pelo ali na linha do caminho do pecado... E UOU... cadê a esposa desse cidadão? Pra dar uns gritos??? TEM UMA MOÇA AFUNDADA NO COLO DO TEU MARIDO!!! Pode não estar fazendo nádegaaaas, mas tá lá. Meeeeu... se chegar perto do ombro do meu, eu já parto pra cima... imagina no território do quadrilátero do sul?  
Aí, Grey retribui o favor e passa o sorvete na mina... sabor... baunilha com limão. Porque imagino o azedume que a mistura deve dar. E manda ver. UOU! MIGAAAA...TEU MARIDO, AQUELE ATOR FILHODAPUTA TÁ COM A CARA ENFIADA NAS PARTES PUDENDAS DA DAKOTA FUCKING JOHNSON!!!  Terapia. Eu precisaria de terapia. Já tô precisando só por me condoer pela mulher do Jamie. 

Okay. Cena da gravidez. Acho Jamie Dornan andando uma graça. Mas é motivo de graça mesmo. Ele tem um gingado engraçado. Daí eu morro de rir. E chegando bêbado... pode ser que o filme dublado tenha sido uma bosta e a dublagem não colaborou, mas achei uma... bosta. Hahahah... Mas enfim... Pra não dizer que não gostei de tudo, gostei da parte em que ele enfia a cabeça dentro da blusa da Anastácia. Só. 
Eu sou muito analítica. Assisto e fico imaginando as filmagens da poha toda. Sacam? O filme deixou de ter o encanto ou a magia do cinema pra mim. Eu fico projetando e pensando em quantas pessoas estão no estúdio de gravação, as luzes, se o ar-condicionado tá ligado, daí tá frio, daí por isso os bicos dos peitos da Dakota estão entumescidos. Hahaha... se bem que não deve ser muito difícil ficar "rígido" com o companheiro de cena, certo? Ui... hahahahah... Mas aí penso... será que o "companheiro", vulgo, amigo de baixo, do Jamie se levanta para dar um oi? Será? E, se ele se levantar, será que a mulher dele bate nele em casa? 

Eu acho que por isso muitos casamentos entre artistas são malfadados. Pensem... tentem se colocar no lugar deles. E deixem de ser safadas, porque estou imaginando vocês se colocando no lugar da Dakota tomando uma carcada "técnica" do Jamie. Tô falando pra vocês se colocarem no lugar da esposa dele. cacete... esqueci o nome dela e tô com preguiça de procurar na internet... Sorry. Ah, lembrei... Amélie? Amelia? Putz... Amélia é que era mulher de verdade... heheheh...
Podem falar que é técnico à vontade. Pra mim é o escambáu. Tá encostando pele com pele, mano. Sai pra lá. Tá roçando... tá friccionando. Pelamor...

Ah, outra coisa que reparei... Gia, Mia, Sia... valei-me... o que há com nomes com apenas três letras? Gia, a arquiteta maníaca e sem noção que merecia levar um esquadro no meio da bunda. Mia, a irmã que ficou parecendo um guaxinim drogado enquanto estava amarrada pelo Jack, o cara de drogado possuído. E Sia, a cantora, porque teve música dela nos 3 filmes, acho. ADOOOOOORO! Hehheheheh... Por isso meu cérebro registrou.

Enfim... cenas finais. Corrido. Achei tosco. Mas o mais tosco de tudo. Como uma criatura consegue entrar na poha de um banco com uma arma no cós da calça? COMO? COMOOOOOOO? Que merda de banco é esse? Não piso nunca mais lá! Vou cancelar minha conta corrente, porque sério... que perigo. A mulher entrou na maior, com a arma ali... como quem não quer nada... na cintura da calça. Aham... como se uma arma não fizesse volume... Aham.... Mano... nem sendo a Sra. Fucking Grey... não justificaria a segurança do banco ter permitido... cadê os sensores e alarmes dessa merda de banco? Hahaahahha... Cadê a porta giratóriaaaaaaaa com detector de metal??? Pra mim essa merda apita se eu tiver com dez centavos no bolso, mas pra Sra. Grey não apitou com uma arma???
E pelamor... que facilidade pra conseguir 5 milhões de dólares. O dia que precisei pegar 1 milhão foi uma luta. Juro. Tive que assinar um monte de papel, esperar mais de uma hora, deu tempo de fazer as unhas e tal. No final, saí de lá com o money, mas enfim... vem cá... 5 milhões cabem em uma sacola daquele tamanho só? Não teve um lutador que precisou de uma van pra levar uma grana pra casa? Deve ter sido mais, né? Tá bom. 5 milhões é pouco mesmo. 

Okay. Ela vai pra área do perigo. Assim. Na maior. Kinen filme de terror quando a mocinha sabe que naquele quarto tem um puta monstro, mas mesmo assim a kenga entra. ( Nesse momento meus olhos estão revirando igualzinho ao da Anastácia... ). E toma duas bolachas na cara. DUAS BOLACHAS. Vulgo, dois tabefes. Dois tapas bem dados. Tá... a mão do cara é pesada e tals. Mas, maaaaaano... não é pra tanto aquele ferimento do lado direito do rosto, com direito a olho roxo e tudo. Eu pensei... oxi! Onde ela levou um bumbão que eu não vi??? Caraaaalho... foi um baita roxo medonho. Achei que a mina ia sair em coma da cena do crime. Credo. Tudo bem que adoro uma cena tensa e cheia de emoção, com direito a hospitais... mas... uou... dois tapas, pra quem leva surra de cinto, e ficar com aquele olho roxo ali? Uma lascada sinistra na face? Aí vão dizer que foi na hora da queda no chão. E ela caiu com o olho em cima de uma pedra, foi? E que tabefe foi aquele pra abrir um rombo medonho na boca assim??? No máximo daria uma afta bem glamorosa no dia seguinte.

Mas enfim... essa sou eu... divagando. Hahahhahaahah...

É isso. Teve direito até a cena epílogo. Awww...

Mas achei corrido. Como muitas de vocês. Mas fechou o ciclo. Pronto.
Fizeram até flashback com Ana se lembrando de todos os momentos anteriores dos filmes... aquilo ali foi uma puta jogada de marketing pra fazer a gente ir catar os dois filmes pra assistir de novo e nunca deixar morrer na memória. Mas... pelamor... Cês reparam que Jamie Dornan estava bem franguinho no início e já terminou como um Galo, digo, galã? Isso se chama EVOLUÇÃO do dinheiro bem investido. 

É isso. Prometi que ia divagar. Não me taquem pedra, please. Não tenho culpa se minha mente opera em outra frequência. Uma mais desregulada que a da maioria... mas juro que não faço por mal...

Desculpa aí os spoilers, se não tiverem ido assistir... Heheheh...
Não se sinta mal se você tiver amado. Eu não detestei. Só acho que não merece um Oscar, nem Grammy, nem nada. Capaz que leve algum Framboesa de Ouro porque o povo nos States é sacana pacas... mas... paciência... os atores estão aí pra se jogar mesmo.

Gosto do Jamie como Grey... mas ainda acho que o bichinho fica constrangido na interpretação do DOM Pica das Galáxias mor. Em momento algum consigo vê-lo como um puta dominador, como alguns outros personagens de livros que já li. Mas, enfim... essa é minha opinião. Acho o Grey... fofo. Hhahahahha...

Não gosto da Dakota. Não consigo gostar. Pra mim ela nunca vai ter cara de uma garota de 22 anos, pelamor. Só os dentes dela já denunciam a prática da cigarrilha diária... fora as ruguinhas, que nem eu, na minha idade, tenho. Nem aquela franja conseguiu dar o ar de jovenzinha pueril. E ninguém nunca vai demover essa ideia da minha mente. Eu tenho uma Anastácia mental. CABÔ.

Não gosto da EL James. Acho que em todas as minhas divagações sobre 50 Tons eu falei isso. Não me perguntem o porquê, mas não gosto. Sorry. 

No mais... estou na dúvida de qual filme gostei mais. Talvez tenha sido do segundo. Enfim.

É isso aí.


Bjuuuuuuuuu... e uma cintada na bunda de vocês. Do Christian Grey. Hahahhaha... 



15 comentários:

  1. hahahahah, eu gosto de quem gosta de 50 tons... e gosto de quem não gosta. É meio doido, mas fazer o quê, se aproveito, rio e rio mais ainda com tudo isso? Só assisti o primeiro, é um dos primeiros livros hot que li, então, na época ele foi épico, hoje.... se eu lesse... sei lá, não vou cuspir no prato que comi, mas amei e chorei de rir tudo. Vou assisti o filme com sua voz falando essas divagações enquanto assisto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahha... 50 Tons é algo hilário... estou pensando em postar de novo minha paródia 50 Tons de Rosa... que tal? Só pra não deixar a vibe morrer... hehehhe...

      Excluir
  2. Martinha eu ri muito aqui, mas confesso que fiquei o tempo todo pensando "Porra, a Martinha tem 1 milhão! Caralho!" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E ainda foi retirar no banco, maior estilo Anastácia Grey kkkkkkkkkkkkkkkkkkk amei! Não assisti o filme ainda e já sei que vc estragou a minha fantasia, pq quando eu for vou pensar em tudo o que você disse aqui kkkkkkkkkkk Te amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah... mana... toma uma cerveja antes de ir para o cinema e não leva o Adriano. Vai por mim. Os peitos da Anastácia aparecem mais que antena de barata saindo do ralo do banheiro... ou seja... quando vc menos espera. Puf... peito de fora. Hahahhaha... E toma a cerveja pra esquecer o que falei. Mas tenho certeza que tu vai lembrar do mosquiteiro... hahahahha

      Tb te amo.

      Excluir
  3. Martinhaaaaaaa olha amei tudo que vc disse. E vou focar na parte onde nos condoemos pela mulher do Jamie... até onde eu sei, pela sanidade dela, ela não assiste aos filmes, amém por isso. Mas esse é o malefício de se casar com um homem daquele porte, né?!?! Rsrsrsrrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vontade de escrever uma carta pra Amelia e dizer: "tô contigo, irmã"... hahahha... tadinha. Senti a coceira na minha testa com um chifre "técnico"... hahahah

      Hihihihi...

      Excluir
  4. Eu sò li o primeiro livro não tive nem coragem de ir ver os primeiro filme quem dirá os 3 ... pedi os 3 livros de presente de Natal ... e estou a pensar seriamente em fazer uma rifa dos 3 ... mas não queria perder 1€ podia comprar 6 livros da Martinha com o lucro e ia maus satisfeita.... Nem Grey e Nem Anachata para mim nem o Frambuesa ... seria o ovo de pata .... Eita livros chatos e mal escritos ... quem leu Cherise Sinclair não se contenta com essa autora 🤓 é uma anedota ... só pode .... mas adorei a divagação valeu pelos 3 livros ... mesmo só lendo 1 minha Diva ... obrigado 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dia épico para dar uma risada gostosa, Babi! Hahaha... se algum dia tu assisti o filme, vai se recordar das Divagações... hehehhe...

      Bjuuu

      Excluir
  5. Assisti e não senti emoção nesse filme como nos outros. Eu fiquei me perguntando o tempo todo... Mas e aí? E aí nada 😂😂😂😂 frustração define. Muito acelerado. Vamos ver depois que sair o DVD com as cenas extras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... juro pra ti que senti falta do balde da pipoca... Hahahah... pelo menos eu ia passar um tempo maneiro...

      Excluir
  6. 😂😂😂😂😂😂 adorei!!! Não assisti nenhum,mas sua divagação está bárbara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, amoreeeeeca. Sempre às ordens pra te dar uns espasmos de riso.

      Excluir
  7. Se eu te falar que odiei os filmes por causa dos atores e da direção, tu acredita? Também não gostei de algumas partes do livro onde a ANACHATA (como tu renomeou diz kkk mas eu chamo de SANSA hihihihi) vc arrasa nas divagações, eu costumo divagar bastante também, faço piada de tudo quanto é coisa kkk qndo fiz o relato dos filmes era Grey - gay e Sansa kkkk pq ficou zuadooooo. Bjinho ate a proxima.

    ResponderExcluir
  8. Ai Martinha! Eu assisti ontem e agora está passando em minha mente tudo que vc disse kkkkkk.Morta com farofa com suas palavras. Adoro 50 tons mas realmente existem certas cenas que são surreais.Mas acho que filmes tem mesmo dessas coisas então me concentro no romance e no final feliz!Adorei suas divagações ha ha ha

    ResponderExcluir
  9. ainda não assiti,confesso que hj tenho um pouco de vergonha em dizer que amei esse livro, do mesmo jeito que amei "crepusculo"...mas fazer o que, a moda pega, vira febre e se a febre é alta a gente até alucina kkkkk....Mais você tem um jeito mistico que ver coisas que as vezes passa, amo suas divagações.Bjs linda.

    ResponderExcluir