Divagações de Martinha

 

Logo Diva Novo

Conheça os Kelly

Sabe aquele início de programa que começa com “Meet the Kardashians” ? Entonces….aqui é onde entra meu título super original…heheheeh…vcs podem achar engraçado, mas o título diz tudo sobre uma postagem…e o título, por exemplo de um livro às vezes é o último a ser escrito…pelo menos eu sou assim…só escrevo o título quando o livro que estou escrevendo está quaaaase acabando…putz…olha eu divagando…o primeiro parágrafo do meu post sempre tem que ter uma entrada divagante…hehehehe…

Certo…acabei de me esbaldar com a versão em portuguese do último livro da série KGI da Maya Banks. Eu já tinha lido até a metadinha do book em inglês, mas outros atropelaram e eu, em minha fome de livros e curiosidade mórbida pelos livros do momento, acabei largando o danado. Mas a verdade é que a história ainda não tinha me cativado de jeito.

Fazendo uma retrospectiva sobre os adoráveis espécimes masculinos desta série: A KGI é uma agência de segurança que faz resgates e tchururus pelo mundo à fora, com ou sem o apoio do governo dos USA. Os caras que lideram o esquema são tooooooodos ex combatentes das forças militares…( putz…soh daí vc jah visualiza o estilo da galera…), então você tente aí em sua mente fértil projetar as imagens de homens mega musculosos, barrigas tanquinhos, perfis sombrios e muitas masculinidade exalando pelos poros.

Agora some a isto tudo um fator primal: a possessividade quase vampírica e carpática que esses bofes tem. Valei-me. Falarei disso ao longo. Pois bem…o primeiro livro temos o Ethan…o cara é um fofo, mas meio brucutu e acabou com essa brucutuzice toda perdendo a mulher, degringolando o casamento. A merda ficou feia porque o avião da mina caiu e pluft! Sumiu. Daí…pensa num macho machucado, ferido, magoado, arrependido e tals? é ele. Eis que uma fofoca rola e salta um boato tipo revista Caras, que a mina tá viva e tal. Pandemônio se instala, o cara encontra a oportunidade de redenção, arma os esquemas com os manos ( são 6 irmãos Kelly….putz…quanto bofe suculento numa mesma casa…eita mamãe Kelly…tah de parabéns, hein? ). Beleza…os caras se armam, vão pro pau e arrebentam um cartel de drogas e tiram a Rachel de lá. Ela tá mais drogada que cantor de rock, chapadaça, não se lembra de ninguém e começa aí o lance do Ethan em reconquistar a esposa perdida e recém-encontrada.

Maneiro…Vc começa a se apaixonar pela equipe e óoooobvio que começa a ansiar pelo restante. Menos mal que eles até que saem rápidos.

Lá pro livro 2 vemos o Sam. Outro irmão Kelly mais velho, gatão, arrojado, musculoso, ex-militar ( se era Seal ou se era do Exército…whatever…). Cara tá lá…morgando na beira do laguinho, pensando na vida, na mulé que ele tinha dado uma catracada das boas meses antes e que sumiu, e quando de repente, eis que a dita surge do meio do lago como uma garota fantástico em versão Shamu. Pelo menos ela não foi confundida com o monstro do Lago Ness, neh não? Então…não fui maldosa em chamar a mina de Shamu…ela tá prenha…do bofe…uuuuuhhhh….espermatozoides dele são mini seals…numazinha já marcaram a missão completada. Tipo : ALVO ATINGIDO.

Sério…a mina foge do perigo que está correndo e vai ( não a nado) atrás de nosso macho. Eis que ela cai no laguito e consegue percorrer uma distância sinistra pelas águas até o cais que PLUFT! milagrosamente é o o cais dos Kelly. Santa coincidência, Batman.  Preciso dizer que o cara puxa o lado cárpato de dentro dele e bate no peito mais ou menos assim:

Ooooaaaaaoaoaooooo oaoaoaoao ( pra vc que não visualizou o que esse encontro vocálico poderia significar, fica a dica: é o grito do Tarzan interior dele).

O Livro 3 temos a história é o livro do Garrett, outro irmaozão malzão e gostosão. Ele tá lá, de boa na lagoa, quando se depara em uma missão muito kirida. Ele acaba de quatro pela mina que é objeto da missão dele. Daaaaa…não foi o que aconteceu com os outros livros anteriores? Isso é sina do Kelly…O Garrett tem cara de mau, é o maior de todos os brothers, imponente e tchururu…e a mina é tímida e fofis…mas awwww…que casal cuti cuti que eles fazem…preciso dizer que novamente se escuta o grito do rei das selvas? Normalmente as minas se apaixonam por esse bro…

Já no livro 4, temos uma história caprichosamente diferente das usuais. Cheguei a pensar que ou eu tava doidona lendo um lance esquisito ou a autora tava doidona e tinha escrito um lance esquisito. É ooobvio que a segunda opção é a verdadeira. Aqui temos um dos irmãos mais novos, ele faz parte da dupla de caçulas, gêmeos e tal. O bichinho tá lá no Afeganistão, porque ele e o seu gêmeo são os únicos dos irmãos Kelly que não estão aposentados. Entonces…o Nathan tá numa dura realidade. Está sendo mantido em cativeiro e sendo torturado duramente por seus inimigos. Ele e o amigo Swanny foram os únicos sobreviventes do esquadrão e o cara tá na pior.

Eis que do nada, surge um espírito. Yeah…vc leu isso mesmo…um espírito do além e faz contatos imediatos de terceiro grau com o bofe. Ele fica se achando o paranóico do vale, mas acaba entrando na vybe do espírito fêmea ( obvio…) e tcharam!!!! essa conexão super mega telepática se estabelece de maneira surpreendente e o cara cria forças espetaculares pra fugir ( com a ajuda do além…) e salvar ele e o amigo…e rola um lance moh doido aqui, porque a conexão telepática que o cara mantém com a mina é melhor que qualquer conexão wifi que vc puder imaginar existir…rola até um lance de cura mediante mão encostando na mão e tchururu. Juro pro6. A Shea ( que é a mina telepata que faz conexão wifi com o Nathan) é uma poderosa arma que o governo quer usar e faz de tudo pra manter em seu poder…tanto ela quanto a irmã que cura os ziriguiduns da galera.

Preciso dizer algo mais? off course que não…a conexão que os Kelly têm com as mulheres é um lance muito doido. Tipo: “ Eres tu, gata. A mulher da minha vida.” E créu. Velocidade 5 pra conquistar as minas e pronto. Mais um irmão casado. Corram ladies…os “homi” tão acabando…SQN.( Só que Nãaaaao…).

Vamos ao quinto livro….ZZZzzzzzzzz…..ZZZZZzzzzzzz….dormiram? tá muita coisa pra ler? leia em partes então…jhahahah…vai ali fazer um xixi e volta…vou terminar de spoilar os Kellys….

Então…o quinto livro…esse nos traz um líder de equipe da KGI, mas sem ser um dos irmãos Kelly. Aqui temos o Rio…não o estado ou a cidade como cenário, e sim o nome do rapaz. Rio. Porque será? ele tem raízes brasileiras e o apelideeeenho pegou. Okay…aqui temos o belo exemplar de macho em busca da irmã da telepata do livro anterior. Lembra que comentei que o governo tem um interesse especial por elas? entonces…no livro anterior a Grace, que tem o dom da cura, termina sendo sequestrada e desaparecida. E a equipe do Rio vai em busca da girl. E acabam no meio da floresta tropical…wadarréu??? não faço a mínima ideia do porque, mas enfim…a equipe deles encontra a bichinha quase toda descompensada no meio do mato.

Obvio que o Rio toma conta da mina e…preciso dizer algo mais? claro que não. Ele leva a coitada pra casa ( que fica enfurnada no meio de uma floresta tropical….santa coincidência again, Batman…) , coloca a mina num quartinho de segurança máxima e pronto. Claro que até o fim do livro rola uma super ação digna de Identidade Bourne, neh? E olha que esse livro me surpreendeu porque o Sbrabous, o lance, o fling, o sexo selvagem só foi ocorrer lá pra mais da metade do livro!!!! Fiquei chocada…

Onde estamos? certo…livro 6…opaaaa…entre o 5 e o 6 temos o 5.5 ( adoooooro isso…) , que é uma novella mostrando um pouco do relacionamento do primeiro casal ( e não estamos aqui falando de Adão e Eva, e sim de Ethan e Rachel). Aqui mostra a recuperação dela, o engate do casamento, uma gravidez bacana e um evento periculoso que dá o tom de ação do livro…é bem curtinho, mas gostoso de ler.

Well…vamos ao sexto livro da saga KGI. Caracoles….talvez um dos livros mais tensos que já li na minha humilde opinião. Eu esqueci de informa-las que a equipe do Rio era composta por Uma Mulher? atiradora de elite e tals? pois…aqui temos o livro dela, onde rola um lance nas primeiras páginas ( a Maya compensou a demora dos lençóis ardentes do Rio…) e a P.J ( apelidinho da girl…vou deixar vcs lerem o livro pra saberem o nome verdadeiro por trás da sigla…hahahahahahah), okay…a P.J acaba se enrolando num momento íntimo e pessoal com seu colega e parceiro de rifles, Cole. Ele é o gaiato da equipe, sempre tirando sarro dos amigos e tals…é um dos mais kiridos dos machos…

Os dois se envolvem e tal. Pinta uma missão muito louca e a P.J tem que ir disfarçada. O homem das cavernas interior do Cole não gosta disso, mas ela não aceita que só porque eles tiveram um flic flic ele fique todo cuidadoso com ela e tchururu… A missão chega, o terror se espalha e …ploft…algo dá merda e a missão vai pelo ralo abaixo…e a P.J? tá enfiada no meio do perigo…ela se vê no olho do furacão. E…glupt…rola a cena mais sinistra que já presenciei em minhas leituras…a autora conseguiu me chocar…porque o autor conduz o fio da história e ele pode decidir o destino de seus personagens como o Todo Poderoso Narrador Escritor. E a Maya foi má….caracas….a P.J sofre o pão que o coisa ruim amassou…é violentada brutalmente e a equipe, incluso o Cole, escutam tudo pelo fone de ouvido…juro que chorei com o sofrimento de impotência do Cole diante do ato atroz…

Okay…passado o momento em que a equipe a resgata, rola o drama onde ela precisa se recuperar de tal sina, meio que se afasta de todos e some. O Cole fica loooouco…não consegue trabalhar, não consegue mais operar seu rifle…literalmente…suas safadinhas…

Ele encontra a fugitiva e descobre que ela está envolvida em um plano sórdido de vingança contra aqueles que a feriram. O que acontece? a equipe toda se envolve também porque todos querem vingar a honra da P.J. E inclusive as outras equipes se aliam e tals. Pronto. Final feliz com os pombinhos bem resolvidos.

O livro 7 mostra o líder da equipe da P.J e do Cole, agora enrolado num lance só dele. Eu esqueci de dizer que os Kelly são distribuídos por equipes né? O Rio é líder de uma. O Steele é líder de outra, os outros Kelly também tem suas equipes. E muitas vezes eles trabalham em parceria ou não. Mas sempre rola um mix.

Certo. O Steele é o mais calado de todos. Ele é fechado e conhecido como Iceman, o homem de gelo. um bloco de concreto. Um Iceberg ambulante. Uma ferradura em forma de macho. Um cofre. Um robô. Whatever. Pense em algo fechado e duro. Este é o Steele. Ele não demonstra nenhuma espécie de sentimentos em hipótese alguma. Aonde nós chegamos a ver um lampejo de algo é no livro da P.J., quando ele se sente culpado pelo ocorrido e pela falha na missão.

Aqui o que acontece é algo inédito. Ele chega perto da doc, a médica que ajuda a equipe KGI, durante uma missão e…essa eu preciso mostrar pra vcs…o cara precisa da médica e a acompanha até sua humilde residência…daí…simplesmente do nada ele rosna e créu! Beijaço na boca da mulé. Tipo os Novas Espécies, sacam? aí rola o diálogo mais brutal que já li e dessa vez é extraído do livro mesmo…não foi inventado por mim…hahahaah…

“- Eu acho que você sabe que não foi ruim. Por que você me beijou, Steele? que diabos está acontecendo aqui?

- Eu quero fazer sexo com você. – ele disse sem rodeios.

(….)

- Oooo-kay…bla bla bla bla bla….diálogo vem e vai e termina assim:

- Se você vai transar comigo, você precisa saber.”

  Isso aí foi apenas um pequeno pedaço deste diálogo tão emocional. A própria mocinha fala pra ele que foi a pior proposta que ela já recebeu, mas e daí? o Steele é o cara. Ele é brutal. Ele é Forjado em aço….hehehehe…daí legal o nome do livro que tem tudo a ver com o nome dele.

Gente…preciso dizer o que acontece? naaaaaao….e o que surpreende é que acaba sendo um dos livros mais engraçados da Maya. Os diálogos dos dois são hilários e vc se apaixona pelo tosco do Steele. Juro.

Pois chegamos aos finalmentes. O livro 8. O tão ansiado e desejado livro do Donovan, o irmão Kelly do meio, o nerd da turma, o kirido de todas as cunhadas, o adorado e fofo irmão sabichão. Aqui rola um impasse porque acho que a Maya saiu um pouco fora da realidade e endoidou o Donovan.

Sério. O Don é o cara bacana, o legal…e ele é muito sensível em relação a crimes cometidos contra mulheres e crianças. Ele sempre participa de operações que envolvam resgate desse tipo e tal. E eis que aqui nós temos um livro muito mais emocional do que de ação. A mocinha está passando por um momento sofrível com os irmãos menores, fugindo de uma ameaça brutal e se vê no olho do furacão. Dessa vez literalmente….eu tive que usar essa expressão repetida, porque realmente um furacão atormenta o trailer onde os 3 fugitivos viviam e acaba destruído e rola um momento mega emocionante e tenso.

Claro que o Donovan sai em socorro e em busca deles, mas esqueci de dizer que antes o Don já tinha visto a moça? e que na hora que seus olhos se conectaram começou a rolar aquela música“Only Youuuuuuu….” ( a música não rolou…obvio…mas dá na mesma…). O que acontece é que o Van parece que teve um surto psicótico e ficou petrificado pela mina, sacaram? juro pra vocês que se eu tivesse diabetes eu tinha entrado em coma pelo nível do açúcar descendo pelas páginas do livro ( mentiraaaaa…era um tablet…). Pois bem…o Van parece um cara daqueles tipo perseguidor, mega dominante e todo poderoso. Ele se acerca da garota, diz que a família dela agora é dele e ela é dele e piriri. Uou….gentem….sério…se o Donovan não fosse um gato selvagem com tanquinho, você acha que a a mina não deveria ter medo de um elemento assim? tipo chegou e já foi falando: “ quero te dar uns amassos…opa…te pegar…opa…te comer…opa…te fornicar…opa…te seduzir…pronto…acho que assim saiu melhor…” Tipo…essa é a realidade da mina. O cara chegou, salvou a vida dela do buraco, prometeu proteção contra o elemento vil que a atormenta e péi!! fala que ela vai morar na cama dele e pronto e acabou. Alooooooouuuu???? queria ver se ela ía achar isso engraçado se o cara fosse a cara do Marylin Manson….

Muita gente se decepcionou com este livro. Esperavam mais. Esperam mais ação, ou ao menos uma história mais cativante…eu curti…só não curti a melosidade do Donovan…sério…o cara tava pegajoso, meloso, muito cheio de eu te amo pra cá, eu te amo pra lá…okay…a gente reclama quando o cara não fala um Eu Te Amo bem falado frequentemente, mas de dois em dois minutos vamos combinar que é meio sacal, né?!

Pois bem…deixa eu acabar…caracoles…como eu falo…quer dizer…escrevo….tadinhas de vcs que tem que ler…embora vocês não sejam obrigadas…hehehehe…mas se leram até um final, o Oscar vai pra vc, kirida!!!!

 

Bjuuuuu

11 comentários:

  1. Este Oscar eu mereci, obrigada mamãe pelo apoio e toda família por sua força!
    Martinha essa série já estou de olho faz um tempão, mas sem nenhuma referencia não li.
    Obrigada pela ótima divagação agora minha lista de leitura aumentou muito!

    ResponderExcluir
  2. Caramba 8 livros!!!!! Nossa senhora,duvido se o homem tivesse nenhum tanquinho ou fosse gato,gostosão ela nao iam ficar com eles. Adoreii a resenha super engraçada!!! Tinha visto esses lidos nos blogs,mas nao levei muito a sério!!! Vou dar uma conferida também.

    ResponderExcluir
  3. Amei a divagação... A KGI é TDB! Martinha a PJ é da equipe do Steel e não do Rio. Deu pra notar que nem gosto desta série né?!kkkkkkkkkkk De todos o que eu mais gostei foi o do 3... me decepcionei com o do Natham...odiei o do Rio... ansiosa pelo próximo... bjs.

    ResponderExcluir
  4. Estava inspirada hoje, kkkkkk, preciso retomar minha leitura nessa série, parei no 4, achei meio chato o começo com aquela história de espírito e parei, achei os livros muito repetitivos só mudando as personagens, mas o pano de fundo o mesmo. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  5. Martinha sempre fazendo marketing, aaadoro a série, claro que tem estórias não tão boas, mas provavelmente a autora tem prazo e aí manda o que vem a cabeça. A série é ótima e recomendo e a Martinha já delineou o que vão ler. Beijos. Obrigado. Feliz sábado.

    ResponderExcluir
  6. Quando disse marketing, a Martinha faz para os outros porque ela é uma jóia. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Mais um divagação deliciosa. Vários curtir pra Martinha que ela merece.
    Começando a série em 3,2...

    ResponderExcluir
  8. Eu não li ainda nada da série...as sinopses não me atraíam,mas depois das palavras da Martinha to louca p começar...

    ResponderExcluir
  9. Martinha.. como sempre genial. FÃ sua!

    ResponderExcluir
  10. muito bom Martinha!!! Amooo essa série!!! E li todos!! é realmente o do Van foi beeeem fraco perto de tudo que se viu dele nos livros anteriores. Amei quase todos!!! o da PJ realmente foi um dos mais fortes pra mim tb!!!

    ResponderExcluir