Divagações de Martinha

 

diva3

Era uma vez…

Eu não sei quanto a vocês, mas ultimamente ando muito musical. Deve ser por culpa dos muitos livrinhos que ando lendo. Tem descrições de músicas, ou letras, ou o livro é sobre roqueiros apetitosos e bla bla bla…hehehe…e confesso que fico pau da vida porque acabo interrompendo minha leitura pra matar a curiosidade e descobrir que song é aquela e tal.

Enfim…cantemos comigo agora…para quem conhece a música de que vos falo, será fácil identificar…”Vou Caçar mais de um milhão, de ebooks novos por aí, só pra ler feliz eu quero ler tudo de uma vez …então, a noite eu vou virar, e quando amanheceeeeeer….eu serei um zumbi…descabelado….”….hahahahahha…abafa o caso…depois revelo que música é essa para quem não descobriu.

Daí, pensando em uma divagação divagante, eis que me deparo com o bafão do momento. Tipo…me amarro em moda…não sou nenhuma It Girl da vida, não sigo nenhum blog de beleza ou make online, mas adoooooro coisinhas da moda…e moda é sinônimo de uma coisa que pega e não larga. E daí, todo mundo tá kinenzin o outro e vira febre…e de febre vira viral…hahahahha…

E isso acontece em nosso mundinho literário. “Era uma vez, uma autora que se encantou por escrever livrinhos históricos…depois de muito sucesso, eis que surgem outras…o mundo vai crescendo e os livros ganham um quê de contemporaneidade…as autoras vão surgindo como gremlins e cada vez mais livros vão aparecendo…Eis que os contemporâneos com histórias de amor já não suprem a gal ( galera…) e começa então uma onda de romances policiais e cheios de suspense…Então, uma autora se cansa da mesmice e resolve criar livros com universos mega doidos…sobrenaturais, paranormais e anormais…

Desse segmento, surgem os vampiros dentuços e cheios de sede…mas aquilo ficou chato, muito sanguinário, e eis que surgem os vampiros mega fodásticos…estes estavam meio ocultos…às margens de suas leitoras vorazes…porém, Edward Cullen, em seu Volvo brilhante surge despretensiosamente e créu! brilha como um cristal Swarovsky teenager com hormônios incandescentes.

Começa a febre por livros nessa temática…as mina pira! Os vampiros começam a disputar quem é mais gostoso do que outro…calças de couro rolando, dentes cravando e péi! Ficou muito batido…as autoras começam a criar outras espécimes e fazem um mix no reino animal…ou então nos panteões dos livros de história…tomamos aulas e aulas de literatura grega, romana e whatever…Todos os livros com a presença de homens mega possessivos e gatos.

Nesse meio do caminho, algumas autoras psicas por James Bond e G.I Joe resolvem criar suas próprias equipes de homens foca…ops…Seals…ops…isso mesmo…Elites Ops…Operacionais do governo, camuflados em camisetas que não comportam seus bíceps avantajados e Toin! armas , balas, sangue e love, muito love no meio de perseguições implacáveis…heheheh…

Os personagens estão ficando muito maduros e acima dos 30…as autoras resolvem investir nos joviais e apaixonados casais de amantes…e os caras de faculdade e as minas colegiais entram em ação…e não obstante o desenrolar de romances suculentos em meio aos livros e cadernos, as autoras resolvem duplicar a história com o ponto de vista da garota e logo em seguida, o ponto de vista do gostoso. E como temos a tendência óbvia e competitiva a odiar as personagens femininas e idolatrar os masculinos, ficamos loucas e acabamos lendo a mesma história não uma, mas duas vezes.

Lembrando-se do universo estudantil, as autoras resolvem revirar o passado e criar histórias fantasiosas onde alunas hipnóticas conquistam a atenção de seus professores jovens, inteligentes, ricos e gostosos. Ah…e solteiros…aham…sei…(as autoras colocaram pra fora a paixonite por algum prof gatienho…).

Então…surge de maneira sutil e nada parecida a um certo casal, uma fan fic que vem revolucionar o mundinho literário…50 tons de pegada quente, mostra que chicotes e algemas podem ser eficazes em levantar o …p…bem…aquilo de homens possessivos…heheheh…chega de homens que simplesmente são tuuuuudo de bom. Os homens agora tem que ser mega bilionários, lindos de assassinar, fortes, poderosos, possessivos, dominadores e com um passado nebuloso ou traumático. Abre-se um mundo de romances BDSÊmicos…”shlapt…caboing! Tpeish! Ohhhh…ohhhh…plaft! Plect! Uuuuuhhh…que delícia!!! Aperta esses clipes com mais força! Meus mamilos estão quase conseguindo ser extraídos…” Assim começam os diálogos perturbadores nos livros…hahahah…as autoras surtam…começam a disputar quem pari o dominador mais fodástico do pedaço. E a coisa vai evoluindo…”

Mas para quê que falei tudo isso? entre romances adultos, young, e new adults, com personagens mais maduros, teens ou joviais, o que digo é que a evolução do mundo literário segue uma onda…e uma música surgiu na minha cabeça, o que deu origem a este post magnífico…

Se lembram de uma música funk ou charme ( whatever…) que foi sucesso há um tempo atrás??? Olha a letra que sensacional: “beijo na boca é coisa do passado…a moda agora é…é namorar pelado.” Se lembram? a profundidade dessa letra é tocante…

Pois…minha adaptation fica mais ou menos assim: “ Livro inteiro é coisa do passado, a moda agora é…é ler livro picado. “ E por livro picado, quero deixar claro minha indignação com as autoras felas da fruta que resolveram aderir à poha da moda de lançar livros em trilogias…mas não bastasse as pohas das trilogias, agora as autoras querem nos enlouquecer com livros em doses homeopáticas…tipo assim…de um cadiquinho em um cadiquinho…você vai lendo e conhecendo o que tá pegando com o casal…tá parecendo novela mexicana quando tem aquela cena esperada e chega o fim…continua na próxima semana…

Bety Kery, Opal Carew, H.M Ward, Kely Favor e outras figurinhas resolveram nos presentear com unhas roídas pelo sofrimento em aguardar o próximo livro que dá sequência à história que você já começou mas ficou sem a meeeeerda do final…isso é coisa que se faça? isso é jeito de tratar as leitoras que colocam o leitinho das crianças nas mesas dessas autoras? Isso é justo? Como é que eu vou me lembrar de um livro que li a long time ago??? Isso é coisa que se faça com “noises”?

Não, caras amigas. Não é. Mas é inovador. Não bastou que as autoras engatassem seus livros em séries intermináveis e etc…agora o lance é dividir os bofes em fatias intermináveis….Hehehehhe…

Vampiros, teenagers ou adultos, lobos, bilionários gregos, príncipes e sheiks, cowboys suados e ricos ( por favooooor) , motoqueiros selvagens, seals absolutos e cheios de gomos, bombeiros incendiários, deuses e semi-deuses do além, bad boys adolescentes ou mais maduros, atletas suculentos e lesionados, roqueiros com vozes sexies, dominantes enigmáticos e misteriosos com chicotinhos possuídos nas mãos, astros de cinema ( puxando sardinha pro meu James..lalalall)…cada dia surgem mais e mais personagens que sempre vão mexer com nosso imaginário. E neste momento final, onde encerro meu discurso, digo a todas em um tom bem Capitão Nascimento, que não adianta projetar esses bofes em nossas realidades e esperar que nossos queridos companheiros sejam tão Christian Grey como o do livro. Porque digo em um tom profundo: Nunca serão! Nunca serão! ( captaram minha voz de Capitão Nascimento, né?!) ..hahahahhahaha….

 

Bjuuuuu

13 comentários:

  1. Realmente my laird, eles Nunca serão!
    E isso é frustrante as vezes, kkkkk. Mas nosso companheiros di verdade mtas vezes revelam o lado que apreciamos nos mocinhos di papel .
    Bju

    ResponderExcluir
  2. Vou admitir que segui todas as tendências, gostei mais de umas do que das outras, mas me nego veementemente a ler livros "picados", não gostei, não tenho estrutura física e nem mental. ADOREI a divagação, como sempre. ESSA tendência não passa rsrsrsrsrsr!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Realmente essa modinha de de livros em partes ta enchendo o saco! a mulher escreve 20, 30 pags e solta la: parte 1...sim, e?? isso nao é justo! é uma falta de respeito com a gnt, apenas!!

    Pois é, Martinha querida, os bofes reais nunca serão como os maravilhosos dos nossos livrinhos, mas eles tem seus momentos, ne? Talvez, se eles começassem a ler nossos livros, eles tivessem alguma inspiraçao...sonha! hahaha
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Sou mega frustrada con livros conta gotas...fico Loucaaaa de curiosidade. Tristan e Danika, Gideon e Eva, e muitos outros que nem lembro mais. Aliás....estou requisitado o Ty "ranger" langdon ....... Kkkkkkkkk dos texas ranger!!!! :-:-D

    ResponderExcluir
  5. Ah Martinha, adorei! Outro dia comentamos sobre isso. Tá duro ler os livros por dose. Mas, tá valendo. Somos possuídas por eles. Gostei da divagação, ficou "MARA"!!!

    ResponderExcluir
  6. Entonces né? hahaha...eu tô num conta gotas agora q depois vai valer divagações...não sei se tô gostando...

    Gabi...quem são esses Texas Rangers? muito me interessou....hehehehe...nossa...eu sou uma pirigueti literária...cruzes....hahahahha

    ResponderExcluir
  7. Martinha eu tb piro com livros picados affe!
    Sua divagação foi ótima,como sempre vc acerta e percebe nossas indagações. e sim eu paro para saber a musica , roupa ou qualquer outra coisa indicada nos romances. BJOS

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Martinha, aceitei as trilogias e as séries na net porque sei que graças aos grupos de revisão, mais cedo, muito mais cedo do as editoras elas são lançadas. Agora, livros por capítulos, nunca, nunca, estou de greve, não leio, acho um desaforo, e pelos menos na maior parte das séries e trilogias a estória do mocinho e da mocinha tinham um termo, agora temos uma bela embromação. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Aliás essa é uma das razões do porque não assisto novelas, agora esse aborrecimento chega aos meus amados livros, não, não, não!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Como sempre nota 1000
    Vish, livre a conta gotas ninguém merece!!!

    Bom... sou fã de mocinhos acima dos 30, são os melhores!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. histórias sem fim é de doer mas os seals absolutos e cheios de gomos, bombeiros incendiários é o nosso opio!!! isso aí Martinha é porque as escritoras ainda não acharam a formula de como transformar esses tipos de men fictícios em virtual evolucion com muito mais prazer garantido, aí sim seriamos internadas no hospício pois só íamos ler, quinem ratinho de laboratório usados em testes. Loucura psicótica anormal pois da jeito que tá, quase não paramos de ler!!! delicia de divagação!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Certissima, Martinha romance conta a gota, ninguem merece. Algumas trilogias ja sao um porre... varias paginas sem sair do lugar, eca

    ResponderExcluir
  13. Eu tentei engatar em um desses romances conta gotas...afff....num guento nao, gente...pode ser bom pacas, mas eh horrivel ter q ficar esperando e esperando e esperando...

    Quem sabe eu acabe sendo má como essas autoras e resolva fazer isso...que tal???

    ResponderExcluir