Divagações de Martinha

image
As Feras
Cá estou eu em mais um sábado festivo…eis que acabo de chegar da rua e percebo de maneira singela e delicada que não havia finalizado as divagações deste findi…putz…foi-se o tempo em que eu conseguia fazer antecipadamente …mas são tantas emoções e aventuras durante a semana….acaba ficando inviável fazer as coisas decentemente…
 
Mas eu acredito que espremendo um pouco meu cérebro adorável, eu consigo retirar alguma pérola majestosa sobre algum assunto literário…hihihiih…hoje eu tô modesta demais…deve ter sido a puta enxaqueca que me acometeu na quarta feira…o que me lembra que alguns livros de Tia Didi trazem mocinhas heroicas com crises majestosas de enxaqueca e seus respectivos bofes cuidando das queridas…ainnnn que fofo…
 
Então…donde estabamos? ah si….pero que…ops…tecla sap…desculpem-me…pardon…hahahaha…tô enrolando vcs de boa….mentira…eu vou falar sobre o tal assunto que algumas de vcs me pediram semana passada: os mocinhos com cicatrizes.
 
Pois bem…porque os amamos tanto? o que eles tem que nos toca tão profundamente em nosso ser? o primeiro sentimento que nos aproxima é a pena. Isso é automático. Todas nós ao lermos um livro que narra a desgraça do cidadão , acabamos ficando com dó da pequena criatura. E pensamos ainda mais a fundo, se vcs admitirem o lado divagante dentro de cada uma…o que esta autora tinha na cabeça pra judiar tanto deste homem? coitado!  Sério…eu era bem mais nova quando comecei a ler romances históricos com mocinhos martirizados nas guerras continentais. Eram lordes maravilhosos, condes garbosos, duques apetitosos que por alguma desventura infame resolveram se entrincheirar nas guerras napoleônicas ( abafa o caso que essa é a mais manjada de todas…) e voltavam para casa com ferimentos de guerra. Heróis e mártires, porém com alguma pequena deformidade física e emocional. E quando eu digo emocional, é emocional mesmo. Porque alguns ferimentos eram bem leves e superficiais se contarmos o tamanho do conflito e da desgraça alheia. O mais básico era o mocinho do livro mancar. Isso é corriqueiro nestes nossos livrinhos queridos…mas a ferida emocional…taqueospa…essa a mocinha levava quase o livro inteiro pra conseguir colocar um band-aid e rolar uma cicatrização…
 
Lá está nosso galã simpático, porém fechado para a vida. Ele resolve que por causa de um pequeno manquitolar exacerbado, nenhuma mocinha deveria carregar o peso de um marido imperfeito. Pelamordedeus…o cara é um gato, rico, poderoso, herói de guerra, beija bem pra caralho e fica pensando que a mocinha não quer o coitadinho só porque ele dá umas mancadas de vez em quando? que homem que não dá mancada? hahahahaha essa piada foi infame…eu admito…mas foi boa…
 
Tudo bem…esse foi bem simples…existem os pobres coitados que foram assolados por alguma doença sinistra…O Príncipe Corvo é o mais conhecido nas altas rodas de mocinhos feinhos pra dedéu…ele é cheio de cicatrizes de varíola…mas a mocinha cai de amores pelo bofe….esse eu confesso que não li….as minas que estavam me falando da história…ainda o lerei…quem sabe…
 
O mais famoso de todos os ugly/beauty gyus é o Zsadist, o nosso querido Z. Certo. O cara tem um talho do tamanho de uma cenoura no rosto, mas seu magnetismo sexual é tão poderoso que a Bella cai de amores e vincula com ele só de olhar…uouuuu….este é literalmente inspirado na Bella e a Fera …além de ser um troglodita ambulante, descarado e abusado. Mas ele é um fofo ao mesmo tempo….porque a história de vida dele é muito triste…e daí, ele carrega os traumas do mundo em seus ombros malhados…e nós amamos o cara…ai ai..
 
Fora o V, que foi metade castrado e tem os bagos meio disformes ali nos países baixos…enfim…ele considera isso um defeito…mas …quem liga? a Jane com certeza não…e a Jay Jay adora um mocinho com um trick trick a mais…Wrath é cego, ou semi cego, e enfim cego… John Matthew é mudo, o Revh tem uma particularidade no piu-piu, o Xcor tem lábio leporino, o Phury é amputado de uma perna, o Butch tem o dente quebrado, o Quinn tem os olhos bicolores, o Rhage é lindo demais…ah…isso não é defeito…desculpem….me empolguei…heheheh…
 
Tia Didi fez um queridinho amputado de membro superior. Era o Colby Lane, que na verdade era um tipo mercenário que deixou de ser mercenário e foi virar segurança em uma firma de segurança, a do Hutton. Esse livro narra a desventura amorosa dele que se acha menos homem que os outros diante da mulher amada. Vocês poderão ler tanto na série homem do Texas numero 33, quanto na Série Hutton e Co. Vira e mexe ela coloca um ser com um algo a mais …ou a menos….e isso porque estamos falando dos mocinhos só…fora o Lord do Deserto, Phillip Sabon, que tomou uma bomba nos bagos e ficou impotente e cheio de cicatrizes…mas como diz minha amiga Morguinha, a mocinha conseguiu fazer o milagre da Luluca Renascida…hahahahahahha….me acabo…
 
Mary Balogh fez um herói apaixonante todo deformado e sem um olho, no livro Simplesmente apaixonados…Lisa Marie Rice fez um bofe seal lindão com uma cicatriz horrenda no rosto, mas a mocinha era cega e se apaixonou por ele. O lance é que ela podia fazer a leitura em braile apalpando os músculos do rapaz…ui…esse aí é da série Midnight Man.
 
A Lorelei James também fez um livro com o Cameron McKay, sabe dos McKays? aqueles daquela cidade de Montana que são uns tarados super gatos? então…vai rolar um livro do Cameron que volta da guerra do Iraque com uma amputaçào de membro inferior.
 
Pois bem…eu tenho certeza que todas, absolutamente todas nós já lemos algum livro que o mocinho tenha sido descrito com algum tipo de deformidade. Eu me lembro de um que li, sem ser histórico, era contemporâneo mesmo, onde o mocinho havia sofrido um acidente terrível e ficado com uma séria lesão. A mocinha era a fisioterapeuta dele. O cara era um asno ambulante. Porque achava que todo mundo estava olhando sua deficiência e rindo dele. E ele se trancou para as boas maneiras. Tratava a mocinha kinen o carrasco da montanha, mas ela lá…firme e forte…em sua meta de tratar as lesões do camarada e ainda fazer o pobre cair de amores por ela…
 
O que torna esses livros tão especiais para nós é o fato de rolar o lance de vencer as barreiras emocionais e transpor os obstáculos que cada personagem impôs a si mesmo. Os mocinhos se fecham, mas as mocinhas os conquistam. E eles , quando conquistados ficam kinen doce de côco…lindos, meigos, protetores e amorosos. E isso é lindo de se ver. Que a ferida emocional do bofe se foi, e a mocinha foi capaz de olhar além do que a estética que ali estava. Ela olhou dentro do coração do cara. Isso é lindo demais.
 
É o que nos faz acreditar no velho ditado de que para cada panela há uma tampa. Não importa a dificuldade, a deficiência, a deformidade, a cicatriz ou os refugos de guerra, tanto físicos quanto emocionais, quando há amor verdadeiro, o ponto é final. E acabou a história.
Tenho certeza que vocês devem saber de outros livros com mocinhos nem tão perfeitos, daí cabe a cada uma compartilhar as informações aqui, okay?
you-choose-71
Vocês já conhecem esse fofo, né? é o Jason Momoa…pois bem…observem ali acima uma cicatriz medonha na sobrancelha do rapaz…ui…até que é charmoso…eu gostei…mas dá pra disfarçar com make…heheheheh…algumas comus do cyber espaço colocam ele como o Wrath ideal…
images (2)
Ups…esse é um jogador americano…mas nem me perguntem o nome…tá tarde da noite e não dá pra ligar pra ele e checar os antecedentes…hehehehhe…mas olha a scar cortando a face do belo…
gaspard1
Gaspard Ulliel…nem me perguntem de onde eu vi esse mocinho que não me lembro de jeito nenhum…mas ele é ator…hehehehe…e tem uma cicatriz parecendo uma super mega cova na face…mas é linducho, né?!
strange6
Joaquin Phoenix…vejam bem ali a cicatriz de lábio leporino…ele bem que poderia ser o Xcor, né não? ia poupar na maquiagem…enfim…não diminui a beleza do rapaz…tá meio acabadinho, uma ruguinhas aqui e ali, mas nada que um super renew, chronos, botox não resolva…
strange5
Esse é o Seal…putz…não os nossos Seal’s que a gente curte, aqueles gostosões sarados…é o Seal cantor…é o lord dos mega feios, mas deve ser um mega simpático e fofo, já que tem um voz belíssima, canta pra caralho e catou uma mulher mega gata. Então queridas…o encanto dele existe…
Bjuuuuuuu
P.S : fotos divulgadas através das fontes pesquisolísticas de minha assessora de assuntos aleatórios, Lilica Ripilica. ( valeu, miga! te amo! sem tu eu tô no sal! ) …

4 comentários:

  1. Amiga... divagou legal, li vários desses que vc relatou, a história da fisioterapeuta e a do lorde do deserto são as melhores!!! ai q sheik delícia... no livro da carol lynne A Barganha de Brier temos uma lição de vida e de como devemos enfrentar uma grande adversidade! Quanto aos com TPT atualmente eles voltam do Iraque todos com pesadelos e cicatrizes terríveis! nos medievais não podemos esquecer da mocinha que casa sem saber q o marido é surdo e as trapalhadas dela pra chamar a atenção dele, ela ate aprende a ligua de sinais da época! nuito bom o livro mas não lembto o titulo nem a autora!!! e um dos deliciosos d´burgh é manco e se sente o último dos homens! a gente dosta deles e pronto! quando aprendem a dar valor na vida que lhe resultou após sobreviver ao trauma, são homens maravilhosos e de família! são charmosos com suas bengalas e tapa olhos! ai ai ai tá bom! tchau Martinha!

    ResponderExcluir
  2. Nossa my laird vc se supera a cada nova divagation!!!
    A bomba nos bagos do Sabon, kkkkkkkk tadinho, mas como diz a Morga a luluca renasceu.. e como renasceu!!

    ResponderExcluir
  3. Mais jason e um espetaculo com aquela cicatriz parece ate que ele fez de proposito ficou show

    ResponderExcluir
  4. Gaspard Ulliel fez o papel do filme "Hannibal- a origem do mal" ele fez o personagem Hannibal durante a sua adolescência. :)

    ResponderExcluir